Planejamento estratégico para abrir um e-Commerce

By admin, 19/02/2019

Deve ser prático e acessível a todos que integram a empresa.

< /hr>

Conheça os elementos básicos para um plano de e-commerce

O plano estratégico de e-commerce deve ser objetivo e sucinto, de modo a ser lido e acompanhado por todos aqueles envolvidos com o e-commerce na empresa. Procure mantê-lo no limite de 10 a 15 páginas.

Os elementos básicos desse plano incluem:

  1. Breve descrição do projeto de e-commerce a ser desenvolvido – não mais de uma página.
  2. Exposição detalhada dos objetivos a serem atingidos por meio da operação de e-commerce (corte de custos, aumento da base de clientes, adequação às demandas do mercado e etc.).
  3. Análise de mercado – descreva as oportunidades do mercado de e-commerce para a sua empresa e o perfil dos consumidores visados.
  4. Análise da concorrência – indique quem são seus concorrentes, quais deles utilizam o e-commerce e quais são suas características.
  5. Estratégia de divulgação – indique as ações a serem empreendidas para divulgar o site e atrair; indique se utilizará sites de busca, propaganda online e etc.
  6. Estratégia de preços – defina sua política de preços e descontos e defina quais serão as modalidades de pagamento, tais como boleto bancário, cartão de crédito e etc.
  7. Estratégia de vendas – explicite como será feita a recepção e processamento de pedidos.
  8. Estratégia de logística – indique como será feita a entrega física dos produtos ao comprador.
  9. Estratégia de pós-venda – caso o tipo de produto ou serviço vendido requeira atendimento pós-venda, explicite como será feito esse atendimento).
  10. Aspectos técnicos – descreva todos os aspectos técnicos envolvidos relevantes para a tomada de decisão e o acompanhamento do plano.
  11. Estabelecimento de critérios de avaliação para a sua operação de e-commerce (número de visitas por mês, número de visitas não repetidas, número de transações geradas, número de pedidos e etc.).
  12. Orçamento – faça um orçamento que cubra o período de instalação da operação de e-commerce, o início de operações e a entrada em funcionamento normal da operação.
  13. Outras análises financeiras necessárias (projeção de fluxo de caixa, análise do ponto de equilíbrio e etc.).
    É recomendável que o plano seja revisto periodicamente, já que a dinâmica do e-commerce é muito grande, e é necessário reavaliar com frequência o que foi alcançado com relação aos objetivos propostos e às ações planejadas.